sexta-feira, 1 de julho de 2011

Obra da transposição parada em Penaforte-CE

Entrada no canteiro foi proibida. Segundo justificativa, o expediente de trabalho estaria encerrado, daí a ausência de operários 
FOTOS: ANTÔNIO VICELMO
Penaforte As obras físicas do lote 4 do Eixo Norte, do Projeto de Integração do Rio São Francisco, localizado neste Município, estão paralisadas há mais de dois meses. Os operários que trabalhavam no trecho foram dispensados e as máquinas foram retiradas. A reportagem percorreu cerca de 10Km do lote 4 e não viu nenhuma obra em execução. Parecia um canteiro abandonado. As casas que serviam de apoio para os técnicos estão fechadas. Os canais estão cobertos com água das chuvas.

O vice-prefeito de Penaforte, Avelar Pereira Ângelo, informou que foram demitidos cerca de 100 operários. Ele acrescentou que os trabalhos estão concentrados em Salgueiro (PE). O pequeno produtor Félix Moreira Andrade, do Sítio Lagoa Preta, por onde passa o canal, lamenta a paralisação da obra. Segundo afirma, dava emprego a "meio mundo de gente". A mesma conversa é repetida pelos moradores adjacentes.O vigia do canteiro de obras do consórcio de empresas (Encalso-Convap-Arvek-Record), que preferiu não se identificar, garante que as obras não estão paralisadas. Ele não permitiu a entrada da reportagem, justificando que o expediente estava encerrado às 16 horas.
NegociaçãoA Assessoria de Imprensa do Ministério da Integração Nacional informou que está em conclusão a negociação com as empresas executoras das obras. A expectativa é que até o fim de julho todos os lotes sejam novamente mobilizados, e em agosto deste ano, a obra esteja em ritmo adequado. O ministro Fernando Bezerra está aguardando a presença dos representantes das construtoras para agilizar os aditivos.Quanto ao lote 6, localizado em Mauriti que, segundo o deputado Wellington Landim, estaria em ritmo lento, os trabalhos foram retomados. Cerca de 500 trabalhadores estão contratados para executarem os serviços, segundo garantiu a Assessoria de Imprensa. Confirmou, entretanto, que, atualmente, dos 14 lotes de obra, três estão paralisados. São os lotes 7, na Paraíba, 12 em Sertânia (PE), e 13 em Floresta (PE). As empresas responsáveis por esses trechos aguardam a celebração dos aditivos contratuais que deverá ocorrer até o fim de junho.
Clique para Ampliar
A concentração de esforços objetiva encerrar as obras físicas do Eixo Leste no final de 2012 e do Eixo Norte no fim de 2013. O Eixo Leste tem 287Km de extensão e levará água para os Estados de Pernambuco e Paraíba. O Eixo Norte, com 426Km, beneficiará Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte.
Já foram empenhados R$ 3,5 bilhões e pagos R$ 2,4 bilhões. O Ministério da Integração Nacional também já destinou mais de R$ 400 milhões no desenvolvimento das ações socioambientais. Este valor chegará a quase R$ 1 bilhão até o fim da obra.Sobre autorização de visita à obra, o Ministério informa que há um procedimento de atendimento, objetivando garantir a segurança dos visitantes.O agendamento deve ser feito com antecedência junto ao Ministério e a autorização de entrada é condicionada à disponibilidade de técnicos para acompanhamento dos trechos, em conjunto com as ações do cronograma de execução de obras, a fim de evitar visitas nos dias que ocorra a utilização de explosivos.
MAIS INFORMAÇÕES Ministério da Integração Nacional, Esplanada dos MinistériosBrasília - Distrito FederalTelefone: (61) 3414.5721/ 5836

Nenhum comentário: