segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Mais uma apreensão de cocaína no Cariri, em oito dias. No final da tarde de ontem a Polícia Federal com apoio do Ronda que auxiliou nas abordagens, conseguiu apreender 16,9 quilos de cocaína, durante uma barreira policial montada na CE 0-60, que liga os municípios de Barbalha e Jardim. A polícia chegou aos dois responsáveis pelo transporte e propriedade da droga, por meio de uma denúncia anônima. O carro apreendido junto com os 16 tabletes vinha sendo levado num caminhão guincho, já que estava com problemas mecânicos.
A droga vinha sendo transportada em um fundo falso do veículo, no porta-malas de um Fiesta prata placas AIC-8225 inscrição de Santo André - SP. Depois de uma investigação da polícia, a previsão era de que a droga poderia chegar a região em um ônibus. A polícia chegou a prender dois homens, responsáveis pela droga. Ambos são da cidade de Caririaçu.
O primeiro deles, José Rosendo Araújo Silva, considerado como mula, estava no Fiesta no momento da abordagem, com sua amásia e uma criança de dois meses, segundo a polícia, a mulher não tinha conhecimento de que havia cocaína no veículo e foi liberada juntamente com o recém-nascido.
O carro que transportava a droga teve problemas mecânicos no município de Salgueiro motivo de ter chegado a cidade de Brabalha em cima de caminhão reboque. Mas outras barreiras policiais foram montadas na BR 116, nas proximidades de Brejo Santo com apoio da Polícia Militar daquela cidade e da Polícia Rodoviária Federal que abordava os ônibus onde possivelmente a mula poderia ter optado viajar.

O destino final da droga seria na cidade de Farias Brito, onde a PF conseguiu acompanhar o primeiro comparsa até a entrega final, que se daria em um posto de combustível. No local combinado, os federais deram voz de prisão a Carlos César quando o mesmo pagava o frete do caminhão guincho que transportara o veículo onde a droga estava acondicionada, e que o mesmo seria o responsável pela cocaína.

Ele vinha sendo procurado pela PF desde o mês de junho, com vários antecedentes criminais relacionados ao tráfico de drogas, porte de arma, um possível envolvimento com um homicídio ocorrido dentro de um motel na cidade do Crato, e prisões em outros estados, como Minas Gerais e Pará. Neste mesmo período, havia sido apreendido no sítio Formiga, na cidade de Caririaçu, cerca de 8,5 quilos de cocaína, em poder de Jonas Gonçalves Magalhães, que foi preso. A partir das investigações dessa apreensão, se chegou ao acusado Carlos César.



Fonte: Miséria.com

Nenhum comentário: