sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Pressão do governo fracassa e greve dos professores continua


Os professores do estado decidiram não ceder à pressão do governador Cid Gomes, que impôs o fim da greve como condição para negociar a pauta de reivindicações com a categoria. Em assembleia, nesta sexta-feira (23), os profissionais votaram pela continuidade do movimento e estão dispostos a retornar às salas de aula somente depois de atendido o pedido pela valorização do magistério.
Pressão do governo fracassa
A assembleia da categoria, no ginásio Aécio de Borba iniciou por volt das 8h desta sexta-feira e serviu para avaliar as propostas feitas pelo governador Cid Gomes, no Palácio da Abolição, na tarde desta quinta-feira (22). Na ocasião ele disse que negociaria os principais ítens da pauta de reivindicações, mas colocou como imposição o fim da greve. A pressão não funcionou e os professores decidiram que a greve segue por tempo indetermiado.
Agenda para a próxima semana
A categoria marcou atividades para a próxima semana, na militância por melhores salários, com a implantação do Piso Nacional para toda a carreira do magistério.
Na quarta-feira (28) está programado um ato público, no ginásio Paulo Sarasate. Já na sexta-feira (30) marcaram uma nova assembleia de avaliação do movimento, a partir das 8h, no ginásio Aécio de Borba.
Fonte: Jangadeiro On-line

Nenhum comentário: