quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Anuladas as provas do Enem feitas por alunos do colégio Christus, confirma o MEC


O Ministério da Educação confirmou na tarde desta quarta-feira (26) a anulação das provas feitas pelos alunos do colégio Christus no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Serão cancelados 639 exames, após denúncias de possível fraude na aplicação do teste.
As denúncias de possível fraude acontecem porque parte os alunos do Christus teriam tido acesso a um exame simulado antes do Enem e parte do questionário se repetiu no exame nacional. Estudantes reclamaram que 14 questões do simulado coincidiram no Enem.
As novas provas para os alunos do Christus devem ser aplicadas em 28 e 29 de novembro - mesmo período de aplicação para internos de presídios e penitenciárias.
Os estudantes do Christus devem receber um contato oficial da organização do Enem com o oferecimento da nova data para a aplicação do exame.
O Ministério Público Federal (MPF) no Ceará aponta que houve violação ao princípio da igualmente com o fato e pedia a anulação nacional do exame.
Caso é apurado pela Polícia Federal
Nesta quarta-feira o Departamento de Polícia Federal (DPF) em Brasília também confirmou ao Diário do Nordeste Online que a Polícia Federal já está fazendo levantamentos preliminares sobre a suposta fraude nas provas.
O próprio Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) "manifesta desde já sua intenção de processá-los civil e criminalmente", em nota encaminhada à imprensa, caso se confirme o envolvimento do Christus ou de terceiros no caso.
Questões teriam sido inseridas em pré-teste
O Inep promove testes anteriores ao Enem, com parte das escolas do Brasil, a fim de avaliar seu grau de dificuldade. O Christus foi um dos colégios envolvidos no pré-teste e, neste período, teria acontecido um possível vazamento de parte do questionário.
O colégio alega que, por sugestão dos alunos, o conteúdo pode ter entrado em seu banco interno de questões.
Confira a nota sobre a anulação
Provas de estudantes do Colégio Christus, do Ceará, estão canceladas
Brasília, 26/10/2011 – O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) prestou os seguintes esclarecimentos, depois de avaliar as informações que circularam nas redes sociais nas últimas 24 horas, notadamente na cidade de Fortaleza, no Ceará:
1.              Depois de revisados todos os procedimentos da aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2011, e sem encontrar nenhuma ocorrência de incidente, concluiu-se que não houve vazamento na sua aplicação. Em vista disso, decidiu acionar a Polícia Federal para esclarecer de que maneira os estudantes do Colégio Christus, de Fortaleza, tiveram acesso a questões do Enem 2011. E, em caso de envolvimento da instituição ou de terceiros, o Inep manifesta desde já sua intenção de processá-los civil e criminalmente.
2.              Decidiu cancelar as provas de todos os estudantes concluintes do Colégio Christus, que totalizam 639, com base nas declarações da direção da escola, segundo as quais as questões teriam saído do seu próprio banco. No entender do Inep, esse fato configura uma quebra de isonomia, independente da questão criminal, que seguirá sendo apurada pela Polícia Federal.
3.              Nos próximos dias, o Inep vai contatar os alunos que tiveram a prova cancelada e oferecer a possibilidade de refazer as provas nos dias 28 e 29 de novembro próximo.
Assessoria de Comunicação Social
Ministério da Educação

Nenhum comentário: