domingo, 9 de outubro de 2011

Presos quatro suspeitos de participação em duplo homicídio



Após quase 20 dias do duplo assassinato do vereador de Juazeiro do Norte, Amarílio Pequeno da Silva, 55 anos, e do policial civil aposentado, José Alves Bezerra, 56 anos, a polícia consegue prender nos estados do Ceará e Paraíba, quatro suspeitos de participar do assassinato. Com as prisões o crime poderá ser esclarecido. Grande quantidade de pessoas aguardava a chegada dos homens, na frente da 20ª Delegacia Regional de Polícia (20ª DRPC), por volta das 22 horas de ontem.
O ex-policial Dedé Bezerra e o vereador Amarílio foram mortos na praça Feijó de Sá, no restaurante  Giradouro, no bairro Triângulo, na cidade. Os homens detidos pela polícia foram o ex-vereador de Santana do Cariri e o promotor de eventos, Chico Rio de Janeiro, Samuel Rosendo e Francisco Flávio Moura, além de Rocifran. A polícia não quis se pronunciar sobre os acusados, para não atrapalhar as investigações, que seguem na busca de elucidar o crime, que poderá ter como motivo questões relacionadas à transações imobiliárias.
 
As primeiras prisões foram efetuadas na tarde da sexta-feira, nas cidades de Mauriti e Conceição do Piancó, no estado da Paraíba. Pelo menos 15 policiais e oito delegados estiveram envolvidos na operação. Na última semana, o delegado Gustavo Augusto Pernambuco, deu entrevista coletiva destacando que estava no rumo certo das investigações e que já tinha suspeitos de participação no crime, entre eles dois advogados. A polícia foi à caça dos homens com vários mandados de prisões preventivas.
Há suspeitas de que o grupo que participou do assassinato tenha alugado uma casa em Juazeiro, para onde se refugiou após os crimes. A polícia acredita que as motocicletas usadas na fuga possam estar na casa. Os agentes trabalham com a hipótese de que o ex-vereador suspeito sabia de toda a trama criminosa, inclusive esteve no hospital, na noite do crime, e no sepultamento. Ele chegou a se encontrar com Amarílio, na mesma noite do crime, no restaurante Giradouro, onde o vereador foi morto
.
Fonte: DN
Foto: Normando Sorácles

Nenhum comentário: