quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Bancários do Ceará decidem em assembleia continuar a greve


Bancários do Ceará decidiram, após assembleia geral realizada nesta quinta-feira (6), continuar a greve, que já dura 10 dias. Ao todo, 305 agências bancárias estão paradas em todo o Estado. Apenas as agências do Bradesco, que entraram com um “Interdito Proibitório” na Justiça do Trabalho com o objetivo de frear o movimento grevista, estão funcionando.

Pela manhã, o Sindicato dos Bancários do Ceará realizou novamente um cortejo fúnebre nas agências do corredor bancário do bairro Aldeota, contra o Interdito Proibitório solicitado pelo Bradesco. A manifestação seguiu pela avenida Santos Dumont, entrou nas unidades e teve novamente direito à marcha fúnebre, um padre, viúva, carpideiras e velório simbólico de um bancário morto pela exploração do banco.

O cortejo parou em frente ao prédio da Superintendência da Caixa, onde o Sindicato fechou a agência, que até então funcionava normalmente. Houve um princípio de tumulto com um cliente exigindo atendimento, mas que logo cessou com a intervenção do grupo de esclarecimento. Os diretores do Sindicato conversaram com o gerente-geral da agência, que concordou em encerrar o atendimento.

Reivindicações

A categoria está em greve desde o dia 27 de setembro, após rejeitar proposta dos banqueiros que previa aumento real de 0,56% e participação nos lucros e resultados. Segundo o Sindicato dos Bancários, após cinco rodadas de negociações, os banqueiros, além de oferecer proposta insuficiente para o reajuste salarial, disseram “não” a todas às demais reivindicações.

Os bancários reivindicam reajuste de 12,8% nos salários, o que representa 5% de aumento acima da inflação. Além disso, pedem aumento nas contratações, fim da rotatividade, melhoria do atendimento aos clientes e fim de metas abusivas impostas pelos bancos."

Fonte: Portal Jangadeiro Online

Nenhum comentário: