quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Boa noticia! Cidade do Sertão de PE está há meses sem acidentes de moto fatais



São José do Egito, no Sertão de Pernambuco, está há meses sem acidentes de trânsito com mortes. O município é um dos 26 de Pernambuco que assumiram a gestão do trânsito. Os moradores da cidade, que tem 32 mil habitantes, estão cada vez mais familiarizados com a mobilização que já dá resultados. No começo deste ano, quando a média de acidentes era de quinze por mês, o município gastava R$ 70 mil com as vítimas, no hospital. Com a redução das batidas e atropelamentos, esse dinheiro passou a bancar as despesas com a recém-criada Secretaria de Trânsito e ainda há uma economia de R$ 30 mil.

Alunos de escolas públicas e particulares estão inscritos em uma seleção para agentes de trânsito mirins. Luma Sara, 11 anos, é uma das candidata e já sabe qual a missão, caso seja aprovada. ”Conscientizar os motociclistas ao uso do capacete e os condutores de carro ao cinto de segurança”.
De acordo com o secretário de Trânsito e Transportes do município, José Roberto Bernardes, o agente mirim de trânsito vai ser um multiplicador tanto dentro da sala de aula quanto na sua casa. “Ele vai receber bolsas de escolas particulares gratuitas, cursos de computação, cursos de inglês, porque a intenção do município é que esses alunos venham a ser estagiários da Secretaria de Trânsito”, explica.
Nas abordagens, no centro do município, com a ajuda dos agentes do trânsito, policiais militares têm a oportunidade de fazer uma fiscalização rigorosa. “Nas blitzens de trânsito a gente tem uma maior disponibilidade pra atuar na área de segurança como também possibilidade de coibir a entrada de drogas e de meliantes que possam vir de fora”, afirma a tenente Myrelle de Oliveira, comandante do Batalhão da Polícia Militar.
E no hospital da cidade já se pode observar os efeitos dos novos tempos, de acordo com a enfermeira Socorro Sena. “A gente nunca mais teve aqueles acidentes tão graves”, conta.
O técnico de radiologia Sálvio Roberto, que já botou gesso em muita gente, anda meio desocupado. Mas teve que usar parte do tempo livre para finalmente tirar a carteira pra pilotar a moto que já dirigia há tempo. “Estou triste porque ainda não fui parado pra mostrar a carteira, mas estou com a permissão”, diz.
Fonte: G1.com


Nenhum comentário: