terça-feira, 1 de novembro de 2011

Lula inicia tratamento contra o câncer com boas possibilidades de cura


 O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi internado nesta segunda-feira em um hospital de São Paulo para começar o tratamento contra o câncer de laringe, com "boas possibilidades" de recuperação, disseram seus médicos em coletiva de imprensa.

O ex-presidente padece do mais comum dos cânceres de laringe, considerado de um nível de agressividade média, e tem "boas possibilidades de recuperação", informou a equipe médica que o atende.

Lula, 66 anos, será submetido a três sessões de "quimioterapia (com um intervalo de 21 dias) até o fim do ano e em janeiro estão previstas sessões de radioterapia", informou Roberto Kalil Filho, médico particular de Lula.

Lula chegou ao hospital Sírio Libanês de São Paulo por volta das 10h00 de Brasília, acompanhado de sua mulher, Marisa Letícia, e evitou contato com as dezenas de jornalistas que o aguardavam, constatou a AFP.

"Ele está bem, tranquilo, chegou em excelente humor", afirmou Kalil, que afirmou que o ex-presidente deverá passar a noite internado e na terça-feira será submetido a novos exames.

O oncologista Artus Katz destacou que "não há planos de cirurgia", porque as possibilidades de recuperação com a quimioterapia são boas.

No sábado, o hospital informou que Lula foi diagnosticado com um câncer na laringe, depois de sentir dores de garganta e a voz mais rouca que o normal.

O álcool e o tabaco são os principais fatores de incidência desse câncer, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca).

O ex-presidente deixou de fumar há um ano, informou Kalil.

Lula cancelou sua agenda de viagens até o fim de janeiro, descartando também uma visita ao presidente venezuelano, Hugo Chávez, em novembro.

"Lula, irmão, viveremos e venceremos", afirmou no domingo Chávez, que afirma ter se recuperado de um câncer, ao desejar a "pronta recuperação" do ex-presidente brasileiro.

A presidente Dilma Rousseff, que também tratou um câncer em 2009, antes de ser candidata, e que nesta segunda-feira tem agendada uma viagem a São Paulo, poderá visitar Lula, informou a Presidência à AFP.

O ex-torneiro mecânico e líder sindical que deixou a Presidência com popularidade recorde de 80% ainda é uma aposta de seu partido para as eleições presidenciais de 2014, seja como candidato a presidente ou como apoiador da candidatura de sua herdeira política.

Lula também foi chamado a exercer um papel-chave para ajudar o PT nas municipais de 2012.

O câncer de Lula provocou grande comoção no país, e as mensagens de solidariedade não param de surgir. Em um jogo de seu time, o Corinthians, no domingo, os torcedores levantaram um cartaz de apoio.

"Lula tem a superação em seu DNA. Está à frente de um novo desafio e vai superá-lo. Nós o acompanharemos nos próximos meses", escreveu o sindicato União Geral dos Trabalhadores (UGT).

Nesta segunda-feira, o presidente uruguaio, José Mujica, enviou a Lula seu "desejo de pronta recuperação", assim como fizeram no fim de semana os presidentes do Equador, Rafael Correa, e do Paraguai, Fernando Lugo, que também tratou um câncer no último ano no mesmo hospital.

Fonte: O povo on line

Nenhum comentário: