segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Mortes por meningite no Ceará quadriplica em 2011

O número de óbitos por meningite no Ceará foi quatro vezes maior em 2011 em comparação com o ano passado. Segundo dados da  Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), foram confirmados 17 óbitos por meningite até o dia 4 de novembro deste ano. Já em 2010, apenas quatro pessoas morreram pela doença.

Em 2010 foram confirmados 31 casos de meningite e quatro óbitos, em 10 diferentes municípios. Neste ano a Sesa já confirmou 65 casos com 17 óbitos, sendo 47 em Fortaleza, três em Camocim, três em Pacatuba e dois em Quixeramobim. Os municípios de Ibiapina,  Moraújo, Paramoti, Maranguape, Eusébio,  Jaguaribe,  Iguatu,  Massapê e Itapipoca registraram um caso cada.
Ainda de acordo com a Sesa, 14 dos 17 óbitos aconteceram na capital cearense. Os outros três aconteceram em  Moraújo,  Maranguape e Itapipoca.

A doença
A meningite é uma doença grave expressa pela inflamação das meninges (membranas que revestem o cérebro e medula espinhal. Caracteriza-se por febre, dor de cabeça, rigidez de nuca, vômitos e às vezes, manifestações cutâneas do tipo púrpura (petéquias). Pode ser causada por diferentes agentes, tais como: bactérias, vírus, fungos, protozoários, vermes, câncer, tóxica e ainda por drogas.
A transmissão se dá pelo contato da saliva ou gotículas de saliva da pessoa doente com os órgãos respiratórios de um indivíduo saudável, levando a bactéria para o sistema circulatório aproximadamente cinco dias após o contágio.
Fonte: iguatu diario

Nenhum comentário: