domingo, 20 de novembro de 2011

Rubinho "ignora" pedido de filho e diz que fé vai mantê-lo na F1

Ameaçado de perder a vaga na Williams, Rubens Barrichello, 39 anos, ignora até o desejo do filho Fernando, 6, enquanto luta para permanecer na Fórmula 1. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o caçula do piloto fez um pedido: "pare de correr para ficar (mais) comigo". O experiente automobilista, porém, tem outros planos, contando com o apoio do outro filho, Eduardo, 10, que afirmou: "continuar na F1 vai deixar meu pai muito contente, portanto torço por isso".
Barrichello, em conversa com o mesmo diário, disse que quer tanto permanecer na categoria que nos dois últimos meses visitou "bem mais empresas do que quando buscava patrocinadores para correr no exterior, em 1990". Em 2008, ele também competiu no GP do Brasil sem a certeza de que não se aposentará - o que deve ocorrer também neste ano -, e em fevereiro do ano seguinte assinou contrato com a Brawn GP. Por isso mesmo, evita se preocupar tanto com a indefinição atual. "Sou uma pessoa feliz pelo simples fato de, com 20 anos de carreira na F1, estar lutando para ter outra chance. Sou um homem de fé. Em todo país que vou sempre visito igrejas, mesquitas, sinagogas, não importa, todas têm muito a oferecer", apontou ele, que é católico.

Nenhum comentário: