quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Trabalhadores da Transnordestina no Ceará suspendem paralisação


Os 380 trabalhadores do lote 1 das obras da Transnordestina, na cidade cearense de Missão Velha, decidiram nesta terça-feira (13) suspender temporariamente a paralisação, iniciada em 5 de dezembro. A suspensão deve durar até sexta-feira (16), quando a categoria se reunirá com representantes da Odebrech, responsável pela obra.
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplenagem em Geral no Estado do Ceará (Sintepav), Raimundo Nonato, diz que após reunião a empresa, os trabalhadores decidiram em assembleia se encerram ou não a greve.
A categoria reivindica hora extra aos sábados reajustada em 100%, em vez dos atuais 70%; cesta básica de R$ 80 para R$ 150; ajuda de custo de R$ 200 para trabalhadores que moram em outros estados; e bater ponto já no ônibus que faz o transporte dos operários. De acordo com o presidente do sindicato dos trabalhadores da Transnordestina, Raimundo Nonato, diz que alguns operários levam até 1h20 até o local de trabalho, e o mesmo tempo no retorno.
O sindicalista reclama também que o reajuste de 13% para operários do estado do Ceará é descumprido, e eles tiveram o salário reajustado em 11%. A empresa disse também que apenas 3% dos operários paralisaram as atividades em um lote da obra, e que o cronograma de entrega não está comprometido.
A Transnordestina integra a lista das maiores obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Quando concluída, a ferrovia terá 1.728 quilômetros de extensão e ligará os Portos de Pecém, no Ceará, e Suape, em Pernambuco ao sertão do Piauí. Transportará cerca de 40 milhões de toneladas ao ano de grãos, minério, gesso, frutas e combustíveis.

Fonte:g1ce

Nenhum comentário: