segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Tumor de Lula diminui 75% e cirurgia está descartada


Os médicos que tratam do câncer detectado na laringe de Lula informaram que o tumor foi reduzido em 75% desde o diagnóstico, em 29 de outubro.
Graças à boa nova, trazida à luz numa entrevista coletiva dos medicos, descartou-se “totalmente” a hipótese cirurgia.
“Estamos muito satisfeitos, o tratamento atingiu todos os objetivos”, disse Paulo Hoff, um dos médicos que assistem Lula.
“O quadro geral e o quadro químico é muito bom", ecoou Roberto Kalil Filho, chefe da equipe médica.
Kalil informou que Lula submeteu-se à terceira sessão de quimioterapia já nesta terça (12). Mais cedo, informara-se que o procedimento poderia ser adiado.
A exemplo do que ocorrera nas duas sessões anteriores, Lula passará a noite no hospital Sírio Libanês.
Trata-se de uma precaução, para que os médicos avaliem as reações do organismo do paciente, comuns nesse tipo de tratamento.
A partir de janeiro de 2012, informaram os médicos, Lula passará por sessões de radioterapia. Estima-se o término do tratamento para março.
Ainda segundo os médicos, Lula estava apreensivo antes dos exames. Ficou aliaviado depois que soube dos resultados.
Natural. Para um político que tem no gogó sua principal arma, a notícia de que a cirurgua está descartada deve ter propiciado alívio inaudito.
Fonte: Blog da folha

Nenhum comentário: