sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Jubileu de Ouro da Diocese de Iguatu

Iguatu. Hoje, a partir das 18h, ao lado da Igreja Matriz de Senhora Sant´Ana, será celebrada missa solene em comemoração aos 50 anos de episcopado do primeiro bispo da Diocese de Iguatu, dom José Mauro Ramalho. Está confirmada a presença de dez bispos e de 40 padres. O ato litúrgico integra os festejos do Jubileu de Ouro da Diocese de Iguatu, que começaram em fevereiro de 2011 e se estendem até o próximo mês, com a celebração do Congresso Eucarístico Diocesano.

Os católicos da região Centro-Sul vivem a expectativa de participar da missa em homenagem aos 50 anos de bispado de dom Mauro Ramalho. A sua trajetória é marcada pela organização da Diocese, por expansão de movimentos religiosos e de leigos, criação de paróquias e ampliação dos trabalhos da Igreja nos centros urbanos e nas áreas rurais do Município.

Logo no início do bispado, dom José Mauro Ramalho enfrentou crise na Diocese em decorrência do pedido de licença de quatro padres para se casarem, por influência das ideias liberais que eram discutidas durante o Concílio Vaticano II. "Temia que a tendência se espalhasse e que perderíamos mais padres", lembrou. "Foram momentos de dificuldades".

Social
O padre Afonso Queiroga, vigário geral da Diocese de Iguatu, destacou a importância do trabalho do primeiro bispo diocesano. "Foi dedicado ao serviço religioso, com preocupação para os problemas sociais, e responsável direto pelo crescimento da Igreja Católica nos Municípios", disse. Sobre o jubileu diocesano, considera ser um tempo oportuno de reflexão para as futuras ações.

Dom José Mauro Ramalho nasceu na cidade de Russas, em 1925. A trajetória de vida religiosa começou em 1937, quando ingressou no Seminário da Prainha. Em 1948, ele foi ordenado sacerdote. Foi diretor do ginásio diocesano em Limoeiro do Norte, capelão no ginásio Marista de Aracati e vigário da paróquia. Em 1961, foi eleito bispo pelo Papa João XXIII e, em fevereiro do ano seguinte, assumiu a Diocese de Iguatu, a qual havia sido criada recentemente.

Dom José Mauro Ramalho permaneceu no cargo até 2000, quando foi empossado o segundo bispo da Diocese, dom José Doth, que renunciou ao cargo em 2008, por motivo de saúde.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário: