segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Mortes violentas de mulheres aumentam no Ceará

Em menos de um mês de 2011, a violência contra a mulher no Ceará já preocupa as autoridades da Segurança Pública e os organismos de defesa. Quinze mulheres foram mortas neste intervalo, sendo a maioria dos casos na Capital cearense. Em todo 2011, foram 181 casos.

Um dos últimos episódios ocorreu no começo da manhã da última quinta-feira, quando a dona de casa Maria José Gomes de Oliveira, 45, foi assassinada, a golpes de faca, pelo ex-marido, um homem identificado apenas por Dênis.

O assassinato aconteceu no bairro Carlito Pamplona, nesta Capital. O motivo foi passional, já que o casal havia se separado recentemente e o acusado não aceitava o rompimento do relacionamento.

Um dia antes, caso semelhante aconteceu na cidade de Sobral, na Zona Norte do Ceará (a 230Km de Fortaleza). A vítima foi a adolescente Brenda Helen da Silva, de 16 anos, que estava grávida de três meses. Inconformado com a separação, o namorado dela, José Aírton Alves da Silva, 18, a matou com um tiro na cabeça. Horas depois, ele foi preso pela PM. Estava drogado.

Na última segunda-feira (24), a vítima foi uma jovem identificada como Karliane Alves de Freitas, assassinada, a tiros, na Rua Capitão Bezerra, na comunidade do Barroso. Já no Município de Horizonte, uma mulher, identificada como Alexandra Silva de Assis, foi morta com 21 golpes de faca.

Mistério
Um crime permanece em mistério. O fato ocorreu na madrugada do dia 19, quando o corpo de uma jovem loura, aparentando em torno de 16 anos foi achado no Parque São José. A vítima, ainda sem identificação, foi morta a facadas e estrangulada. 

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário: