segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Seca na Região Sul do país deixa 102 municípios gaúchos em situação de emergência e afeta 452 mil pessoas

Subiu para 102 o número de municípios gaúchos que decretaram estado de emergência ou calamidade em decorrência da estiagem que atinge toda a Região Sul. O último boletim divulgado pela Defesa Civil do Estado informa que 452 mil pessoas foram afetadas até o momento em função da seca.
 No Paraná, nenhuma cidade decretou situação de emergência, mas a Defesa Civil do Estado contabiliza nove municípios com problemas pela falta de chuvas: Barracão, Bom Jesus do Sul, Capanema, Capitão Leônidas Marques, Nova Esperança do Sudoeste, Pinhal de São Bento, Pranchita, Rio Bonito do Iguaçu e Santo Antônio do Sudoeste. Estima-se que 76 mil moradores desses locais tenham sido afetados pela estiagem.

Em Santa Catarina, 63 municípios já decretaram situação de emergência e o governo estima que 407 mil pessoas tenham sido afetadas pelo problema. Neste final de semana, a Defesa Civil catarinense lançou um alerta para a possibilidade de pancadas de chuvas, risco de temporais e queda de granizo no Estado. Entretanto, a chuva deverá ser localizada em alguns municípios e segundo o órgão não altera o padrão de estiagem e não resolve os problemas de abastecimento de água e danos à produção agrícola.

No total, os prejuízos causados pela seca na região chegam a R$ 2,797 bilhões. Os dados são da Defesa Civil dos três Estados e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater). Só a produção de soja no Rio Grande do Sul deve sofrer 25% de perdas. No Paraná, a redução da colheira de soja chagará a 10% em relação à safra de 2011.

Nenhum comentário: