quarta-feira, 7 de março de 2012

Garoto apreendido mais de 20 vezes 'agradecia a santo' por assaltos em Juazeiro do Norte-CE


Um garoto de 12 anos apreendido em Juazeiro do Norte, na região do Cariri, na tarde de terça-feira (6) foi flagrado com velas e garrafas de cerveja que seriam usadas para agradecer e comemorar o êxito em assaltos na região, segundo a Polícia Militar. De acordo com o tenente-coronel Francinaldo Guedes, do programa de policiamento Ronda do Quarteirão, o garoto já foi apreendido mais de 20 vezes nos últimos dois anos pela corporação por suspeitas de infrações análogas ao crime de roubo.
“Ele disse que ia acender as velas para 'agradecer a um santo' pelo sucesso nos crimes praticados, que também seria comemorado com o consumo das cervejas e dos cigarros”, explica o tenente-coronel. Nesta terça-feira (6), o suspeito foi encontrado com R$ 500,00 após denúncias de ter roubado o celular de uma adolescente de 15 anos. “Na semana passada, ele foi apreendido outra vez ao gerar desconfiança pagando compras à vista no shopping da cidade. Na ocasião, ele foi preso com R$ 4.000 em espécie no bolso”, ressalta Guedes.
Garoto está solto novamente
No flagrante de terça-feira, o garoto foi apreendido junto com irmão de 13 anos e ambos foram conduzidos à delegacia regional da Polícia Civil de Juazeiro do Norte, que encaminhou apenas o irmão mais velho para o Conselho Tutelar, segundo Ary Nascimento, conselheiro tutelar do município. O G1 entrou em contato com a Polícia Civil na manhã desta quarta-feira (7) e foi informado pelo inspetor Cícero Duarte, da delegacia de Juazeiro do Norte, que o garoto de 12 anos foi novamente entregue à família.
Garoto assalta desde os seis
Ainda de acordo com o Conselho Tutelar de Juazeiro do Norte , o órgão tem conhecimento da situação do jovem, que possuiu histórico de envolvimentos em assaltos e ligação com drogas.
“O caso ainda está sendo analisado porque a delegacia não pode dizer que uma criança cometeu um ato infracional. O garoto admitiu também cometer assaltos desde os seis anos de idade, quando saía pelas ruas praticando crimes e usando drogas com os dois irmãos, ambos já recolhidos em carceragens do Juizado de Proteção da Infância e Juventude em Fortaleza e Juazeiro do Norte”, explica o conselheiro Ary Nascimento.
Ainda na investigação da situação do garoto, o Conselho Tutelar apurou que a mãe dos menores infratores é conivente com os delitos praticados pelos filhos e apenas a avó, que é funcionária pública, é responsável por cuidar da alimentação da filha e dos netos. “Oferecemos também um trabalho social, mas, infelizmente, eles não se engajam pela facilidade de praticar assaltos, furtos e usarem drogas como cocaína e maconha”, lamenta o conselheiro.
Fonte: G1.com

Nenhum comentário: