domingo, 15 de abril de 2012

Fiéis homenageiam Zilda Arns em missa da Pastoral da Criança, no Amazonas



Cerca de 600 fiéis lotaram a Igreja Nossa Senhora da Conceição, na manhã deste domingo (15), no Centro de Manaus, para celebrar os 25 anos da Pastoral da Criança, organização de ação social da Conferência Nacional de Bispos do Brasil (CNBB). A missa festiva foi presidida pelo arcebispo de Manaus, Dom Luiz Soares Vieira, é também uma homenagem à fundadora da pastoral, Zilda Arns Neuman, que morreu durante o terremoto que atingiu o Haiti em janeiro de 2010.
Em Manaus, 418 voluntários somam forças na Pastoral da Criança que atende 3.679 famílias e está presente em 122 comunidades da Região Metropolitana de Manaus (RMM). Em 25 anos de trabalho na capital, a pastoral diminuiu o número de mortes em crianças. No início das atividades, eram 82 mortes para cada mil nascidos vivos. Esse número foi reduzido para dois.
De acordo com uma das organizadoras da pastoral em Manaus, Elvira França, as atividades da Pastoral da Criança não estão voltadas somente para as classes mais pobres da sociedade. "Muitas mães, e não é só da camada pobre da população, que diz que parou de amamentar o filho porque não tinha leite ou porque o leite era fraco. Não existe isso. Todo leite é forte e contém todas as vitaminas e nutrientes que a criança precisa até os seis meses de idade. A criança não precisa tomar água e nenhuma outro líquido para complementar porque o leite materno já é suficiente e o bastante", explicou.

No fim da missa, ex-coordenadoras e a atual coordenadora nacional da pastoral, que substitui a fundadora, ZildPastoral da Criança
A Pastoral da Criança da Arquidiocese de Manaus foi criada em 1987 para orientar famílias pobres realizando ações de saúde, nutrição, educação e cidadania. O objetivo é reduzir os altos índices de mortalidade materno-infantil da população brasileira utilizando da estrutura da Igreja Católica.  Em 1987, a fundadora, Zilda Arns Neumann, capacitou os primeiros 51 líderes do Amazonas e instalou a primeira sede na capital amazonense na paróquia Menino Jesus de Praga, situada no bairro Chapada, Zona Centro-Sul.
As ações da pastoral no Amazonas estão presentes em 122 comunidades da Região Metropolitana de Manaus (RMM) e nas cidades de Iranduba, Rio Preto da Eva, Careiro da Várzea, Manaquiri, Novo Airão, Presidente Figueiredo e Careiro. No interior, outros 60 municípios possuem líderes atuando sob uma coordenação estadual.a Arns Neumann, foram homenageadas.

G1 AM

Nenhum comentário: