quarta-feira, 4 de abril de 2012

FUGITIVO DO PRESIDIO DE SALGUEIRO-PE É RECAPTURADO EM EUNÁPOLIS-BA


EUNÁPOLIS-BA  O que seria mais um trabalho corriqueiro da Polícia Militar de Eunápolis resultou na recaptura de um criminoso obstinado em matar as mulheres com quem convivia.

Na noite desta sexta-feira (30), a PM foi ao bairro Alecrim II verificar denúncia de que um filho tentava agredir o pai. Eles conduziram o suspeito Erenilton Carvalho Santos, 38 anos, para prestar esclarecimento na delegacia.

O delegado Valfredo Neto ficou diante de mais um caso comum em seu plantão, mas mesmo assim resolveu investigar a vida pregressa de Erenilton.

A consulta revelou que se tratava de um psicopata foragido da justiça, que já matou duas companheiras e tentou assassinar outra.

Crimes - Erenilton começou a série de crimes no ano de 1995 em Salgueiro, estado de Pernambuco, onde atentou contra a vida de Maria de Lurdes Lima, com quem teve dois filhos. Atingida com vários golpes de foice, a mulher conseguiu sobreviver.

De Pernambuco, o bandido fugiu para Eunápolis. Na cidade do extremo sul baiano conheceu Cláudia Pires Lago, com que teve um filho. Em 1998, o marginal matou Cláudia a facadas e conseguiu fugir.
O destino seguinte do assassino foi Vitória, no Espírito Santo. Na capital capixaba, foi morar com Fabiana Rodrigues. O relacionamento também resultou em um filho. Mas no ano de 2001, matou Fabiana a marretadas.

Pela morte de Fabiana, o maníaco foi preso e condenado a 17 anos de cadeia. Cumpriu oito anos e ganhou liberdade. Em 2009, Erenilton foi transferido para Salgueiro (PE), onde havia sido condenado a revelia pela tentativa de homicídio contra a primeira mulher.

Dos quatro anos e seis meses aos quais foi condenado, não cumpriu nem a metade. Beneficiado pelo regime do semi-aberto em dezembro de 2011, resolveu não voltar para a prisão: Fugiu para Eunápolis em janeiro.

O delegado Valfredo informa que existe um processo aberto na comarca de Eunápolis contra Erenilton pela morte de Cláudia Lago. O fato será comunicado à justiça local, mas antes de ser julgado pela justiça eunapolitana ele deve ser recambiado para Pernambuco pra cumprimento do restante da pena.

'Esses são os crimes que apurados até aqui. Vamos investigar se não existem outros, principalmente contra vítimas do sexo feminino', declarou o delegado.

Em entrevista ao RADAR64, o assassino falou que matou as mulheres ao descobrir que estava sendo traído. Em Eunápolis, a reportagem ainda não conseguiu localizar os familiares de Cláudia.

Fonte: Radar64

Nenhum comentário: