sábado, 5 de maio de 2012

Corinthians é time que mais ganhou dinheiro no BR: R$ 290 milhões em 2011




SÃO PAULO - Somadas, as receitas dos 20 clubes mais ricos do Brasil chegaram a R$ 2,14 bilhões em 2011. Esta é a primeira vez que a riqueza produzida pela elite do futebol brasileiro rompe a barreira dos R$ 2 bilhões. Se comparado com o ano anterior, o número representa crescimento de 27%. Na ponta do lápis significa R$ 457 milhões a mais. A principal explicação para este aumento está na renegociação dos contratos de direito de transmissão de TV aberta e fechada.
Basta retroagir um pouco para que os números fiquem ainda mais impressionantes. A comparação com 2007 mostra que, nos últimos cinco anos, a receita dos clubes aumentou 73%. O crescimento de 27% é três vezes maior do que o registrado em 2010.


De acordo com especialistas que acompanham e estudam este mercado, a análise dos balanços destes clubes mostra dados curiosos. Um deles é o fato de as agremiações brasileiras dependerem cada vez menos da venda de jogadores.


“As receitas com transferências de atletas têm cada vez menos peso na receita total dos clubes, o que demonstra que outras fontes de recursos, como cotas de TV, patrocínio, publicidade, clube social, bilheteria, estádio e licenciamentos apresentam taxas acima da média”, explicou o diretor da BDO, empresa responsável pelo levantamento, Amir Somoggi. “Quando desconsideramos o dinheiro recebido com transferências de atletas, o total passa de R$ 2,14 bilhões para R$ 1,81 bilhão.”


Destaques alvinegros. Dois clubes alvinegros chamam a atenção na relação dos mais endinheirados: Corinthians e Santos. O clube do Parque São Jorge continua na liderança do ranking, com receita total de R$ 290 milhões em 2011, crescimento de 37% em relação ao ano anterior. “O Corinthians tem hoje a maior receita de televisão, com R$ 112 milhões e está a uma distância confortável do São Paulo (R$ 226 milhões), que voltou ao segundo lugar”, observou Somoggi.


Na Vila Belmiro comemora-se o feito de o clube ter assumido a quarta colocação (R$ 189 milhões) entre os mais ricos, deixando Flamengo (R$ 185 milhões) e Palmeiras (R$ 148 milhões) para trás. Em outras palavras, o Santos só cresceu após implantar o projeto para segurar Neymar.




“O Santos tem registrado nas últimas duas temporadas uma taxa chinesa de crescimento. De 2009 para 2010 foi de 66% e, de 2010 para 2011, 62%”, observou Somoggi. “Não há dúvida em afirmar que segurar Neymar no clube não é um gasto, mas sim um investimento. O Santos ganha títulos e dinheiro com Neymar.”


Estádio e torcida. O destaque do São Paulo é a exploração do Morumbi, que rendeu ao clube quase R$ 60 milhões em 2011. Um terço deste valor vem da exploração dos camarotes. Os aluguéis somam R$ 12 milhões. No caso do Inter-RS, terceiro colocado no ranking, o que chama atenção é o projeto sócio-torcedor, que levou aos cofres do Colorado R$ 41 milhões.


Fonte: Estadão.com

2 comentários:

dernival leite angelo disse...

Imagina aí Quando o estádio estiver pronto,P...M...!!!

Blog da Trilha disse...

Ja estão si achando heim!!!!!!!!!!!!!