sexta-feira, 11 de maio de 2012

Nova Olinda-CE: Acusado de estelionatos no Ceará, Piauí, Maranhão e Rio Grande do Norte foi preso novamente


Um homem com passagens pela polícia dos estados do Ceará, Maranhão, Piauí e Rio Grande do Norte sob acusações de crime de estelionato e assalto foi preso nesta quarta-feira no município de Nova Olinda. Francisco Cirnandes Alves de Castro, de 47 anos, é natural de Tauá, mas reside na Rua Pedro Machado, 851 (Bairro Damas) em Fortaleza. Em nome da promoção de um evento dos melhores do ano escolhidos em pesquisa, ele estaria aplicando golpes no comércio de Nova Olinda.


O mesmo prometia aos “eleitos” ampla divulgação publicitária das empresas e produtos e estas ainda seriam agraciadas com um certificado. Cirnandes Alves carregava no peito um crachá da empresa Dinâmica Instituto Pesquisa e Publicidade cobrando, em troca dos supostos “benefícios”, uma taxa de R$ 130,00 quando alguns pagaram à vista e outros parcelaram.




Cirnandes Alves carregava no peito um crachá da empresa Dinâmica Instituto Pesquisa e Publicidade. (Foto: Reprodução)


Ele foi preso pelo Sargento Melo, o Cabo Cosmo e os Soldados Martins, André e Serra em uma pousada que funciona na Rua Antonieta Lima, 135 no bairro Cajueiro de Nova Olinda, onde se encontrava hospedado. Segundo o Subtenente Eriosvaldo Xavier, Comandante do Destacamento Militar, uma pesquisa feita revelou que o publicitário já respondia vários procedimentos por estelionato e é foragido da justiça do Maranhão.


Com Cirnandes a polícia encontrou R$ 182,00 em dinheiro e vários objetos referentes às supostas publicidades. Golpes idênticos, de acordo com a polícia, já teriam sido praticados por ele nos municípios de Icapuí, Guaramiranga, Aracati e Óros. O mesmo encontra-se recolhido à cadeia pública aguardando um pronunciamento da justiça, inclusive do estado do Maranhão onde teria um Mandado de Prisão em aberto em seu desfavor.


OUTROS – No dia 23 de maio de 2007, Cirnandes foi preso em Guaramiranga por crime de estelionato. Ele e uma mulher identificada como Rosineide Barbosa da Silva, estariam usando o nome de empresas de comunicação do Ceará e extorquindo dinheiro de vários comerciantes no interior cearense. Em nome do mesmo instituto anunciado em Nova Olinda, ele prometia prêmios com diplomas e divulgação ampla na mídia. Na época, a polícia descobriu que Cirnandes já respondia por crime de roubo no Maranhão ao se envolver no assalto contra a Prefeitura de Curupuru em 2003.


Já no dia 18 de agosto de 2009 foi novamente preso desta vez em Icapuí por estelionato. Nessa época, a polícia descobriu ainda a prática de golpes em varias cidades do Rio Grande do Norte formalizando “contratos de divulgação” junto a estabelecimentos comerciais. Em Icapui, um comerciante desconfiou e ligou para um amigo em Parelhas (RN), descobrindo toda a trama e avisando à polícia cearense. Ele foi flagrado recebendo o dinheiro das divulgações que jamais existiram por onde passou.


Fonte: Site Miséria

Nenhum comentário: